Barbado (Pinirampus pinirampu)

barbado

O peixe Barbado tem este nome por possuir barbatanas grandes no canto da boca.

Nomes populares

O peixe de água doce chamado Barbado é conhecido popularmente como Piranambu, Mantopaque, Peixe-Moela.

Nome científico

Pinirampus pinirampu.

Distribuição geográfica

Sua espécie é distribuída nas Bacias Amazônica, do Prata e Araguaia -Tocantins.

Habitat

O Barbado habita a beira dos rios de médio e grande portes, próximos a vilas e a cidades. Vai ao fundo dos rios em busca de alimento.

Alimentação

O Barbado é um peixe piscívoro (alimenta-se de outros peixes). Costuma atacar inclusive peixes que são pescados com redes, disputando o alimento com os pescadores.
Reprodução

O Barbado se reproduz durante a época das cheias, com as inundações das margens dos rios.

Características

O peixe Barbado tem este nome por possuir barbatanas grandes no canto da boca. É um peixe de couro, com boca pequena e barbilhões sensoriais achatados. Possui nadadeira adiposa muito longa, começando logo após a nadadeira dorsal. Sua coloração é cinza a castanho, no dorso e flancos, clareando na região ventral. No entanto, sua cor tende ao castanho-esverdeado quando retirado d’água. Pode pesar 12 Kg, alcançando cerca de 80cm de comprimento total.

Equipamentos – O equipamento para a captura do barbado é do tipo médio/pesado, montado com chumbo para manter a isca no fundo. As linhas mais apropriadas são de 17, 20 e 25 lb. e os anzóis de n° 4/0 a 8/0.
Iscas – Este peixe só é capturado com iscas naturais, como peixes inteiros ou em pedaços e minhocuçu.
Dicas – É um peixe que briga muito. Deve ser colocado no gelo, logo após capturado porque estraga facilmente.

Curiosidades: Sua reprodução costuma acontecer nos períodos de cheias com as inundações das margens dos rios apresentando uma coloração mais clara. Carnívoro e com uma ampla boca com pequenos dentes em forma de lixa para a captura da presa, sua dieta inclui vários itens alimentares, como por exemplo, camarões de água-doce e pequenos anfíbios, mas costuma ser um piscívoro bastante voraz.

Onde encontrar: Esse peixe de couro liso é muito comum nas bacias Amazônica (Amazonas, Pará, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia e Mato Grosso) Araguaia-Tocantis (Pará, Tocantins e Goiás) e do Prata (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul).

Dica para pescá-lo: Por povoar mais ou menos as mesmas regiões de pesca do pintado e da cachara, pode ser pego com certa facilidade durante a pesca dessas espécies. Para capturá-lo, também é possível utilizar o mesmo equipamento, de médio a pesado, mas é um peixe que briga muito quando fisgado com mais força que a cachara ou o pintado. Pode ser pescado durante todo o ano e os melhores períodos são durante a noite e ao amanhecer.