Candiru (Vandellia cirrhosa)

Candiru
O peixe Candiru perfura as escamas dos peixes ou se aloja em suas guelras, extraindo o sangue ao se fixar no local.

Nomes populares

O peixe de água doce chamado Candiru é conhecido popularmente como Canero e Peixe-Vampiro.

Nome científico

Vandellia cirrhosa.

Distribuição geográfica

Sua espécie é distribuída nas Bacias Amazônica, Prata, São Francisco e na do Leste.

Habitat

O Candiru é um peixe que habita tocas em fundos arenosos ou lamacentos.

Alimentação

É um peixe hematófago (alimenta-se de sangue), penetrando por orifícios da vítima e mordendo, com seus dentes afiados, uma de suas artérias.

Reprodução

Ainda não se sabe muito sobre a reprodução do peixe Candiru.

Características

O peixe Candiru possui o corpo muito liso. Possui coloração azulada, aspecto luminoso e olhos pequenos. Seus ossos são afiados, com uma série de espinhos em torno da cabeça. Esse peixe é um parasita. Perfura as escamas dos peixes ou se aloja em suas guelras, extraindo o sangue ao se fixar no local. Tem forma de enguia e é quase invisível na água. Pode alcançar comprimentos de 2,5 a 18 cm, com corpo muito delgado, com 6 mm de largura.

Tome cuidado!

O Candiru é muito temido pelos nativos da região amazônica, pois é atraído pelo fluxo da urina (no caso do banhista nu), penetrando na uretra, no ânus ou na vagina. Quando ele se fixa para sugar o sangue da vítima, abre a parte posterior do corpo, o que dificulta a sua saída. Além disso, suas nadadeiras possuem o formato de um guarda-chuva. Por isso, o Candiru só pode ser retirado por meio de cirurgia. No entanto, os nativos possuem uma cura tradicional, por meio do uso de duas plantas, a Xagua (Genipa americana) e um tipo maçã, cujo extrato é inserido na área afetada. Este tem a função de dissolver o peixe. Mas frequentemente, a infecção causa choque e morte das vítimas antes que o peixe possa ser removido.

Medidas preventivas:

-Evite nadar sem trajes de banho que cubram os órgãos genitais;
-Não nade em locais desconhecidos sem antes falar com pessoas que conheçam a região;
-Evite entrar na água com cortes e arranhões recentes que possam sangrar;
-Jamais urine na água, já que a ureia pode atrair o Candiru e outros predadores;
-Caso seja atacado por um Candiru, não puxe em sentido contrário, porque os seus dentes podem rasgar a uretra. Procure um médico imediatamente!