Mandi (Pimelodus maculatus)

O período reprodutivo do Mandi coincide com a época mais quente e chuvosa do ano.

Nomes populares

peixe de água doce chamado Mandi é conhecido popularmente como Mandi-Amarelo, Mandi-Chorão e Surubim-Bagre.

Nome científico

Pimelodus maculatus.

Distribuição geográfica

Sua espécie é distribuída por todo o Brasil, encontrada na Amazônia e em todas as Bacias hidrográficas brasileiras.

Habitat

O Mandi habita remansos das margens dos rios, locais com areia e cascalho no fundo.

Alimentação

É um peixe omnívoro, alimentando-se de larvas bentônicas de insetos, algas, moluscos, peixes e fragmentos de vegetais.

Reprodução

O período reprodutivo do Mandi coincide com a época mais quente e chuvosa do ano. Depois que os filhotes nascem, não cuida mais da prole. Prefere desovar em pequenos afluentes. Daí a importância de se manter seu habitat intacto.

Características     

O Mandi é um peixe de couro. Suas nadadeiras possuem manchas negras e pequenas, com esporões farpados (com muco tóxico) nas nadadeiras peitorais e dorsal. Tem o corpo alongado a ligeiramente comprimido, alto, no início da nadadeira dorsal, afunilando em direção à cabeça e à nadadeira caudal. Sua cabeça é cônica com os olhos situados lateralmente. Os barbilhões maxilares ultrapassam a metade do corpo. Possui coloração parda, na região dorsal, passando para amarelada nos flancos e branca no ventre com uma linha escura no dorso. Apresenta 3 a 5 séries de grandes manchas escuras ao longo do corpo. É uma espécie de porte médio, chegando a alcançar 40 cm de comprimento e peso de até 3 Kg.

Ecologia

Peixes onívoros, alimentam-se de peixes, invertebrados, frutos/sementes e detritos. Vivem nos remansos das margens dos rios. Na Amazônia, P. blochii é um peixe muito comum na beira dos rios. Como é facilmente capturado com anzol, é importante para a pesca de subsistência. Mesmo sendo peixes pequenos, por causa da abundância, estas espécies são facilmente encontradas em mercados e feiras.

  • Equipamentos – Equipamento do tipo leve/leve médio; linhas de 10 a 14 lb.; e, anzóis até o n° 2/0.
  • Iscas – Iscas naturais, como minhoca, peixes pequenos ou em pedaços, queijo prato.
  • Dicas – Estes peixes devem ser manuseados com cuidado, porque os espinhos das nadadeiras dorsal e peitorais podem causar ferimentos dolorosos.