Os maiores e mais bizarros peixes de água doce

Como você já deve ter percebido, estamos falando um pouco sobre os animais mais exóticos que são encontrados nas águas do mundo. E hoje, vamos continuar falando sobre isso, te apresentando mais algumas espécies muito raras e diferenciadas.

Então, fica comigo até o final deste artigo para saber cada detalhe dessas espécies surreais, que surpreendem a todos.

Peixe-bolha

Essa espécie é simplesmente surpreendente! Esse peixe ficou conhecido mundialmente como o peixe mais feio do mundo, por conta de que sua aparência é de uma pessoa triste. Mas, essa não é a única coisa que chama atenção nesse peixe.

Ele tem o corpo um pouco gelatinoso, uma cara bem grande e a boca de aparência triste, além de possuir uma densidade corporal baixa o que permite flutuar. Se alimentam de moluscos, crustáceos e ouriços do mar, e são encontrados nas águas da Tanzânia e Autrália.

Peixe serra

Essa espécie é bem popular e conhecida, mas se torna rara por conta de sua particularidade que é a serra que tem em seu focinho. O peixe serra, costuma utilizar essa serra para afastar os predadores e também para caçar. Então, essa espécie costuma atacar humanos quando se sentem ameaçadas.

Estão praticamente nas águas do mundo inteiro, e se alimentam de camarões, caranguejos e até salmões. Mas, infelizmente, essa espécie está com risco de extinção.

Lampreia

Primeiramente, precisamos falar sobre a expectativa de vida desse peixe que é de cerca de 15 anos. Mas, não é só isso que faz esse peixe ser tão exótico. A lampreia possui a boca parecida com uma ventosa, com vários dentes e com uma mandíbula super potente.

São encontrados nas águas do mundo inteiro, pois procuram outras águas para reproduzir, e se alimentam de feridas de peixes maiores sugando seu sangue.

Peixe-lua

Um gigante das águas mundiais, chama atenção por diversos fatores, sendo um dos primeiros o fato de não ter escamas. Mas, além disso, possui 3 metros de comprimento e pode pesar até 2 toneladas. Então, essa espécie é muito exótica, tem uma boca estreita, nadadeiras e olhos pequenos em relação ao seu corpo.

Mas, assim como o peixe bolha, essa espécie também não possui uma bexiga para flutuar. Então, é uma espécie que costuma ser lenta e se alimentam do que estão no seu caminho. Então, é muito fácil de ver essa espécie a olho nu. Primeiramente, porque são enormes e de aparência única, e segundo, porque estão em praticamente todas as águas ao redor do planeta.