Os tipos de reprodução dos peixes

Fala, pescador! Hoje vamos começar uma série com um dos principais assuntos relacionados a peixes de água doce e salgada. Estou falando da reprodução de cada espécie de peixes e quais as categorias existentes.

Então, se você se interessa por esse assunto, te convido a acompanhar cada detalhe dessa nova série que estamos iniciando hoje. Como você já deve saber, algumas espécies de peixes tem sua pesca proibida no seu período de reprodução ou se estiverem germinadas.

Então, esse conteúdo é essencial para você conhecer se a espécie está fecundada ou no seu período reprodutor para evitar multas ou até prisão. Mas, esse cuidado para a reprodução dos peixes se dá por conta do risco de extinção que várias espécies vem correndo.

Na pesca artesanal, os peixes de couro são os mais procurados e por isso, existe um cuidado para que eles não venham ser extintos. Então, durante uma época do ano, a pesca seja ela esportiva ou não, é proibida para que eles possam se reproduzir.

Então, vamos iniciar nossa série falando um pouco sobre os tipos de reprodução que os peixes possam ter. Mas, lembre sempre que existem peixes hermafroditas, mas, traremos conteúdo sobre ele em outra ocasião. Dito isso, vamos falar sobre os tipos de reprodução de algumas espécies de peixes.

Tipos de reprodução

Esses tipo de reprodução são dividas em três: ovíparo, vivíparo e ovovivíparo. Então, vamos detalhar cada uma delas a seguir. Lembrando sempre, que vamos dar também exemplos de espécies que se adequam ao tipo de reprodução que estaremos falando.

Ovíparo

Os peixes ovíparos, são espécies onde os seus filhotes não crescem em ligação com a mãe. Em outras palavras, a mão não “engravida” de seus filhos e eles crescem e se desenvolvem fora de seu ventre. Para isso, as espécies costumam acomodar suas ovas em pedras ou troncos para que eles se desenvolvam e seus filhotes nasçam.

Mas, em vários casos, as espécies ovíparas acabam comendo seu filhotes, sendo assim, necessário que você separe os ovos da mãe. Então, dessa forma os peixinhos poderão nascer normalmente e o principal exemplo de peixe ovíparo é o Bagre.

Vivíparo

Por outro lado, os peixes vivíparos são as espécies que geram seus filhotes no interior do seu ventre. Com isso, seu ventre é capaz de produzir proteínas e nutrientes necessários para o crescimento do embrião. Então, é normal que você perceba que as fêmeas ficam mais barrigudinhas quando estão procriando. E um dos exemplos mais famosos de peixes vivíparos são as molinésias.

Ovovivíparo

Para encerrar nosso conteúdo de hoje, vamos falar sobre as espécies que geram ovas, mas que procriam dentro do seu ventre. Com isso, seus filhotes nascem dentro de ovas, sem o contato com a mãe, mas recebem todas as proteínas dela. E seu principal exemplo é o guppy.